Pesquisas em andamento

Organismos geneticamente modificados (OGMs) e a ajuda alimentar dos EUA 

Os organismos geneticamente modificados fazem parte da ajuda alimentar desde o início de sua produção, protagonizada pelos Estados Unidos, dada a prática de tal país de doar alimentos semelhantes aos consumidos dentro de seu próprio território. Partindo de tal pressuposto, a pesquisa objetiva avaliar os impactos decorrentes da presença de OGMs nas doações de alimentos no que se refere à aceitação de tais doações pelos países receptores, avaliando se tal fato pode vir a ser um fator propulsor de um possível enfraquecimento da postura ocupada pelos EUA como doador de alimentos, bem como um risco à segurança alimentar das populações recipiendárias.

Integrante:
Erbênia Lourenço (Bolsista INCT-INEU)
Thalita Lucena (Bolsista INCT-INEU)

--------------
A Fome como violência – uma análise sob a ótica dos estudos de paz


Esta pesquisa aborda a Fome como uma violência do tipo estrutural. Esta abordagem envolve a recente ramificação dos Estudos de Paz. Este campo inova e amplia a visão existente sobre paz e violência, ao mostrar que ambos estão estreitamente ligados. De acordo com essa visão, a Fome seria considerada uma violência ao indivíduo, além de gerar problemas mais graves dentro de uma sociedade, por isso deve ser compreendida e combatida em sua origem estrutural.

Integrante:
Pedro Paulo da Silva Jr

--------------

Land Grab: a apropriação de grandes extensões de terras como um problema internacional

A prática do Land Grab por atores internacionais é histórica. O que era mecanismo de dominação de Estados, atualmente envolve a expansão do poder de atores transnacionais, que buscam garantir a produção e o suprimento agroalimentares através do controle de terras estrangeiras. Tendo isso em vista, a pesquisa objetiva investigar, através de análise bibliográfica e levantamento de dados, as principais causas responsáveis pelo crescente fenômeno de apropriação de terras, os atores envolvidos na problemática em questão, assim como as consequências em seus mais diversos níveis, porém com uma foco maior na questão da segurança alimentar.

Integrante:
Atos Dias
---------------
Política Externa e Assistência Alimentar do Brasil

Há alguns anos o Brasil vem mudando seu perfil no campo da cooperação internacional: de receptor de ajuda o país vem se tornando fornecedor de auxílio. Um dos campos em que essa mudança é mais perceptível é o da ajuda e da assistência alimentares. O Brasil não só aumentou suas doações de alimentos como também passou a encabeçar projetos de cooperação técnica na área de produção de alimentos e de segurança alimentar e nutricional. Além disso, o país conseguiu eleger José Graziano da Silva, ex-Ministro do Combate à Fome no governo Lula, para diretor-geral da FAO. O objetivo da pesquisa é avaliar a relação dessas políticas de cooperação com a política externa brasileira, mais especificamente no que toca às relações Sul-Sul.

Luiza Bandeira (Bolsista CNPq)
Prof. Thiago Lima

Nenhum comentário :

Postar um comentário